Após doação, histórico chalé dos anos 20 é remontado para ser Museu do Surf nos Molhes

Tradicional imóvel, até ano passado instalado na Prainha, será parte do patrimônio público a ser administrado pela administração municipal

Montagem do chalé (foto) está praticamente concluidal
17 de Janeiro de 2018

Está marcada para a sexta-feira, dia 19 de janeiro, às 19h30, a cerimônia de entrega do chalé construído no século XX por Walter Gerdau para a Prefeitura Municipal de Torres. A Construtora Ivo Rizzo e um grupo de empresários desmontou, restaurou e remontou a casa na sua nova localização: a Praça Zeca Scheffer, em frente a SAPT. O evento acontecerá na avenida Beira-Mar, 205, na Praia dos Molhes. A previsão é de que, em breve, a antiga casa de veraneio da Família Gerdau será estruturada pela Administração Municipal como um museu: o Memorial do Surf, com intuito de preservar a história do esporte no município.

“Nós sabemos que esse chalé tem uma grande importância para a comunidade torrense, não só pela beleza arquitetônica, mas também por ser um símbolo do turismo no litoral gaúcho; por isso resolvemos desmontar, restaurar e entregar para a prefeitura”, avalia Rui Back, diretor da Construtora Ivo Rizzo, empresa responsável pela recuperação e doação da casa ao lado do grupo de empresários que abraçou a causa. Inicialmente localizado na Prainha, o chalé foi transportado e remontado no outro extremo de Torres, nos Molhes.

O empresário Dado Bier, veranista de Torres e um dos grandes entusiastas do projeto, salienta o ineditismo da ação. “Em Torres, é a primeira vez que um grupo de pessoas se une para preservar uma casa que não tem grande valor arquitetônico, mas que é importante para a cidade porque retrata a arquitetura clássica das casas de veraneio dos anos 1920. Eu, particularmente, estou muito contente com a preservação desse chalé. Isso é história e cultura”.

A secretária de turismo, cultura e esporte interina do município, Silvia Brognoli, explica que a ideia da prefeitura é usar o espaço para atividades ligadas à cultura do surf. “A formação do turismo e do veranismo local se confunde com a história do surf em Torres, esporte que foi trazido para o Rio Grande do Sul por membros da família Gerdau. Queremos fazer um memorial com exposições e painéis contando essa trajetória”, afirma Silvia. Conforme representante da prefeitura de Torres já há algumas doações encaminhadas, por parte de pessoas que fizeram a história do surf na cidade.

 

 

 

 


Publicado em: Turismo






Veja Também





Links Patrocinados