Assembleia de Verão da Federação dos Municípios do RS voltará a ocorrer em Torres

O evento vai ocorrer na SAPT, nos dias 22 e 23 de fevereiro, reunindo prefeito de todo o Estado. Confira na matéria importantes demandas da FAMURS

Imagem do evento da FAMURS realizado em 2016 em Torres
26 de Janeiro de 2018

Torres vai sediar, novamente  a Assembleia de Verão que será promovida pela Famurs- Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul. Será nos dias 22 e 23 de fevereiro, reunindo prefeito de todo o Estado. O evento vai ocorrer na SAPT- Sociedade Amigos da Praia de Torres. A programação prevê a realização de painéis com representantes dos governos federal e estadual, Assembleia Legislativa, Ministério Público do RS, Tribunal de Contas do Estado, Câmara dos Deputados e Senado. As atividades terão início na noite de quarta-feira, 21, com um jantar de confraternização, que será realizado a partir das 20h, na SAPT.

O mesmo evento já havia ocorrido em Torres no verão de 2016. Conforme o presidente da Famurs, Salmo Dias de Oliveira, este ano a entidade promoverá uma ampla discussão sobre as dificuldades que os municípios gaúchos vêm enfrentando em decorrência da crise financeira e as perspectivas para alavancar o municipalismo. “Estamos tratando de assuntos e demandas de interesse dos municípios e na Assembleia de Verão anunciaremos, com certeza, resultados positivos”, afirmou Salmo.

Quanto às demandas municipalistas, o presidente explica que são questões comuns enfrentadas pelas prefeituras, sendo que muitas destas demandas já estão sendo avaliadas pelos secretários de Estado e suas equipes. Reafirmou a importância das pautas municipalistas, reforçando as reivindicações de melhorias. Frisou reconhecer o esforço do governo do Estado em fortalecer os municípios, dentro de um quadro de crise econômica que agrava as finanças públicas.

 

Demandas dos municípios

 

Recentemente, na oportunidade em que a Famurs convidou o governador Sartori para participar do evento, foi entregue um documento com a relação de demandas dos municípios. Confira:

 

SAÚDE

  • Realizar o pagamento dos repasses atrasados aos Programas Municipais de Saúde, mantendo em dia os recursos devidos às prefeituras para a manutenção dos programas. A dívida do Estado com os municípios já ultrapassa meio bilhão de reais. Em dezembro, o Piratini quitou 10% da dívida.
  • Agilizar a tramitação e aprovação dos seguintes projetos de lei: PLC 206/2017, que reestrutura o IPE; PLC 207/2017, que dispõe sobre o Regime de Previdência do Estado; PL 203/2017, que reestrutura o quadro de pessoal do IPE; PL 2011/2017, que cria o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores e seu respectivo quadro de pessoal; e o PLC 212/2017, que dispõe sobre o Sistema de Assistência à Saúde, e sobre o FAS.

 

EDUCAÇÃO

  • Pagamento dos valores de complementação para realização de transporte escolar extra, devido à greve dos profissionais da Educação. Em reunião com o presidente da Famurs, o secretário de Educação confirmou o pagamento desta complementação até o dia 16 de janeiro. Ao todo são R$ 2 milhões para 148 municípios gaúchos.
  • Pactuação do Calendário Escolar de 2018.
  • Formalização do termo de parceria para a implementação do novo software do transporte escolar.
  • Apoio na municipalização de escolas, mediante novos estudos de viabilidade aos municípios.
  • Quitação dos valores referentes ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino Estadual no Município (Pradem) de 2015.

 

MEIO AMBIENTE

  • Municipalização da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA).
  • Continuação do processo de desburocratização da avaliação e concessão de licenças ambientais.

 

LIGAÇÃO ASFÁLTICA

  • Realização de obras de ligação asfáltica nos municípios que ainda não possuem acesso pavimentado.
  • Realização de obras de construção de rótulas, priorizando locais de tráfego intenso devido às indústrias que estão localizadas às margens das estradas.

 

LEGISLAÇÃO

  • Apoio ao projeto que Corresponsabilização Solidária, que será apresentado pela Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa.

 

ENCONTRO DE CONTAS

  • Promover processo de encontro de contas entre Estado e municípios em todas as áreas da administração pública, especialmente habitação.
  • Realização de levantamento de bens imóveis ociosos pertencentes ao Estado nos municípios, avaliando a possibilidade de transferi-los aos municípios, como forma de realizar o pagamento de dívidas.

 

INCENTIVOS FISCAIS

  • Oferecer aos municípios, na forma de incentivo fiscal, isenção do pagamento de ICMS na compra de máquinas, veículos e equipamentos.

 

ASSISTÊNCIA SOCIAL

  • Pagamento imediato dos recursos atrasados do Fundo Estadual de Assistência Social (Feas), para o Programa de Ampliação da Rede de Proteção às Famílias.

 

AGRICULTURA E PECUÁRIA

  • Implantação do Sistema de Inspeção Municipal (SIM) como facilitador do comércio entre municípios.
  • Realização de convênio para perfuração de poços artesianos.
  • Apoio do governo Estadual na suspensão da importação do leite uruguaio.

 

CONSULTA POPULAR

  • Municipalização das demandas da Consulta Popular.
  • Atendimento das demandas aprovadas em ciclos anteriores da Consulta Popular que ainda não foram contempladas.

 

 


Publicado em: Geral Política






Veja Também





Links Patrocinados