FILOSOFANDO SEM FILTRO – Dia 09/02/2018

Eita! Eike Batista virou youtuber, Anitta foi convidada pela Universidade de Harvard pra dar uma palestra sobre o Brasil, ministros continuam ganhando auxílio-mordomia e, coincidência ou não, o governo bloqueou 16 bilhões pra 2018... (Por Caroline Corrêa Westphalen)

9 de Fevereiro de 2018

Eita! Eike Batista virou youtuber, Anitta foi convidada pela Universidade de Harvard pra dar uma palestra sobre o Brasil, ministros continuam ganhando auxílio-mordomia e, coincidência ou não, o governo bloqueou 16 bilhões pra 2018. E, por falar em governo, eles acabaram de tomar mais uma medida sem sentido… desta vez em relação à saúde mental… eles querem concentrar as ações da saúde mental nas mãos dos psiquiatras, retomar o funcionamento dos ‘cuidados’ com doentes mentais ao estilo ‘manicômio’ e reduzir o número de CAPS (Centro de Atenção Psicossocial). Até quem não entende de política sabe que o nosso governo é uma mistura patética de retrocesso com sociopatia e otras cositas más. But don’t worry be happy porque segundo Temer, em seu discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos, o pior já passou e o Brasil está de volta. Kkk! Pra variar eles vão continuar fingindo demência… só que agora é pra inglês ver. Meia dúzia de gente aplaudiu, sendo que 50% das cadeiras estavam vazias. O prefeito de Colatina (ES), Sérgio Meneguelli, é o tipo de gente que devia estar lá em Brasília. Esse cara é uma exceção à regra. Ele cancelou o carnaval desse ano pra usar a verba em prol de melhorias nas escolas e nos postos de saúde da cidade. Mas se ele estivesse no comando do país a galera da corrupção não ia deixar ele fazer nem a metade do que ele fez pra população de Colatina. Ele seria “castrado” com certeza. “Castrados” estão nossos irmãos cariocas, pois a violência que vem acontecendo no Rio de Janeiro ultimamente parece que nunca mais vai acabar. Os cariocas agora possuem um aplicativo no celular que indica os locais dos tiroteios. Imaginem viver todo santo dia com medo de ir na padaria comprar pão? Oremos pra cidade maravilhosa e também pra Síria que se encontra numa situação duzentas vezes pior. Que tal a gente reclamar menos da vida, né? Vamos terminar a coluna de hoje com uma dica de leitura que fala, além de outras coisas, da falta de sentido que muitas pessoas ainda estão vivenciando nesses últimos tempos. A física e filósofa Danah Zohar e o psiquiatra e psicólogo Ian Marshall fazem uma explicação bem interessante em seu livro “Inteligência Espiritual” sobre o quanto nosso Quociente Espiritual é responsável pelo significado da nossa existência, pelo desenvolvimento de valores éticos e crenças… coisíneas que direcionam de forma saudável nossas ações no cotidiano. Muitas pessoas parecem ainda estar vivendo suas vidas no automático isoladas de sentido, como se estivessem em um constante vácuo existencial. A espiritualidade é necessária porque é ela que acaba dando um sentido maior pra o que viemos fazer aqui. A gente não precisa se instalar dentro de um templo pra fazer caridade ou fazer o bem, mas é necessário desenvolver um meio de enxergar os outros e o mundo com os olhos do coração. A percepção do amor incondicional envolvido na expansão da consciência, suas tramas e possibilidades, com o intuito de evoluir, faz com que a gente se conecte com a gente mesmo, com os outros e com tudo o que existe de forma positiva e saudável… pensando assim também podemos trazer pra pauta a questão “somos todos um”… a gente ainda tem muita coisa pra estudar e filosofar a respeito disso tudo… mas a coluna já está quase no fim. Se a gente começar a estudar sobre a existência de forma profunda a gente vai acabar percebendo que tudo que há está dentro, não fora. Seria, então, a consciência o grande arquiteto do universo? Deixo essa pergunta pra ser respondida com outra pergunta. Queridxs, a partir dessa semana estaremos atendendo em nosso novo endereço em Torres. Rua Bento Gonçalves, 165 – Edifício Pinho Executive. Boa semana, fiquem bem e até!

 




Veja Também





Links Patrocinados