Assinar do jornal impresso? Clique aqui.
Torres, RS, 30 de Abril de 2017.

Autor com paralisia cerebral lança livro na Feira do Livro de Torres
Qua, 14 de Setembro de 2016 20:29

 

 

 

 

Com ajuda de professora, Guilherme Elias Reis (foto)  supera adversidades e adentra na literatura com livro 'Árvore dos Sonhos' 

 

Por Guilherme Rocha

___________________

 

'Árvore dos Sonhos' é o nome do livro do torrense Guilherme Elias Reis, um garoto que, através da literatura, nos mostra uma emocionante história de superação. Mesmo diagnosticado com paralisia cerebral,  comprometimento motor e da coordenação dos movimentos, ele não desistiu nunca de escrever esse seu livro.

Aluno da escola José Quartiero, ele contou com ajuda da professora do atendimento educacional especializado, Marcia Lobler, que conhece de perto a bela história deste escritor. " Falar sobre o Guilherme é fácil, é um cara de bem com a vida. Fazem 11 anos que eu trabalho com ele, que nunca me falou 'não sei' ou 'não quero', sempre foi 'Márcia, quero fazer tal coisa'. E lá ia eu correr para descobrir como fazer. Queria que o Guilherme tivesse a maior forma de expressão possível. Tentamos muitas adaptações, estudei pesquisei ,mas a limitação motora dele é muito séria. Foi aí que pensamos no livro, que lentamente foi sendo construindo: ele ditava e eu escrevia. Sempre tive o cuidado de respeitar a fala dele, mesmo quando eu pensava diferente era a fala dele que era colocada. E assim foi a nossa caminhada: temos muitos sonhos, este foi apenas o primeiro. ", contou ao jornal A FOLHA a professora Márcia.  

 

Superação que torna-se conhecimento de vida

 

Recentemente, Guilherme perdeu sua mãe, o que fez com que ele adiasse o lançamento de seu livro. Mas o escritor não desistiu e novamente está aí, sorrindo e florescendo seus sonhos: " O livro 'Árvore dos Sonhos' conta fatos da vida (do Guilherme), com lembranças e algumas reflexões. São pequenos textos sobre o que ele pensa da vida, da família, das drogas", explica Márcia Lobler, que continua: " O meu objetivo como professora do atendimento educacional especializado é de que ele tenha autonomia, qualificar a sua capacidade de expressão, porém também vejo que as demais pessoas tem o direito de conhecer o que ele pensa, pois com certeza são lições de vida.  Muitos pensam que estamos sendo 'bonzinhos' com as pessoas com deficiência, mas penso que na verdade é uma troca. É como ocorre com o Guilherme, que tem um conhecimento diferente que nos falta em muitos momentos. Ele tem muitos sonhos e isso é que nos faz continuar educadores e lutar pela inclusão", conclui a professora do atendimento educacional especializado.

.Guilherme ainda ministra alguns cultos na igreja onde participa. E neste dia 15 de setembro (quinta-feira), às 16h30, seu livro será uma das 9 obras lançadas na Feira do Livro de Torres.

 

Depoimentos sobre o autor

 

"Há três anos atrás tive o privilégio de trabalhar, como artista, com o Gui. De fato tivemos uma dificuldade e acreditem, foram de minha parte. Minha formação científica em Fisioterapia me fez ver muitas dificuldades. Mas o Guilherme foi me ensinando, me contando histórias". explica no facebook Luís Gustavo LG de Oliveira (colunista de A FOLHA) que montou junto com Guilherme Elias Reis a encenação "História de Pescador" juntamente com o artista plástico Marcelo Da Silva Gomes.

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner