Assinar do jornal impresso? Clique aqui.
Torres, RS, 26 de Abril de 2017.

SEGURANÇA EM DESTAQUE NO VERÃO: Perspectivas para a Operação Golfinho em Torres
Ter, 03 de Janeiro de 2017 16:47

 

 

Por Guile Rocha

_____________ 

 

 

 

A Operação Verão Para Todos RS foi lançada no final de dezembro em Capão da Canoa. A mobilização envolve mais de 15 órgãos do Estado e prefeituras dos cerca de 80 municípios no Litoral Norte, Litoral Sul e Costa Doce, que devem receber até 3 milhões de veranistas até o início de março. E a Operação Golfinho, que atua no Litoral Norte, faz parte da ação - proporcionando incremento para o Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Militar. O incremento das forças de segurança na região vai até o dia 5 de março.

 

Bombeiros alertam para cuidados na beira da praia

 

 

Para a beira de praia do RS, no total, serão 886 salva-vidas militares e um número ainda não confirmado de civis, já que o treinamento deles só será concluído dia 27 de dezembro (e alguns ainda podem ser reprovados). Em Torres, conforme explicou para A FOLHA o major Jéferson Ecco, do Corpo de Bombeiros, há desde o dia 23 de dezembro salva-vidas em 22 guaritas entre os Molhes e a Praia Paraíso - sendo que eles atuarão em dois turnos com dois profissionais em cada guarita, entre às 8h30 e as 19h30.

 " A expectativa é que seja um verão sem mortes no mar. Pedimos que o pessoal respeite o mar, tenha condutas preventivas, interaja com os salva-vidas, não se coloque em situações de risco. Onde for colocada uma bandeira oreta é sinal de que há corrente de retorno (repuxo) forte, e nestes locais deve evitar-se de entrar no mar.  Em Torres, vale tomar um cuidado extra com as formações rochosas junto ao mar, principalmente na Prainha (onde, desde a última ressaca, a geografia alterou-se drasticamente) e Praia da Guarita", destacou o Major Ecco,

 

Polícia Civil manterá rotina

 

Na delegacia de Torres, o efetivo extra de policiais civis que veio para o veraneio é praticamente o mesmo do ano passado, conforme informou para A FOLHA o delegado Celso Alan Jaeger (que não revela os números exatos de aumento do efetivo).  Conforme ele, a polícia civil irá manter as atividades de rotina que já estavam sendo feitas. "Iremos eventualmente fazer algumas operações especiais, mas a rotina se mantém normalmente, apenas prestando atenção ao aumento da demanda (decorrente da alta temporada). É um período também para atualizar inquéritos e buscar concluir as ações o mais rápido possível. O aumento do efetivo (decorrente da Operação Golfinho) desafoga nosso pessoal local, que tem sobrecarga de trabalho durante a baixa temporada", explica Jaeger.

 

Brigada Militar intensificará operações

 

O jornal A FOLHA conversou também com o capitão Fábio Hax Duro, comandante da 2ª Companhia do 2° BPAT (Batalhão de Policiamento de Área Turística). Sem detalhar números, ele indicou que o aumento do efetivo policial decorrente da Operação Golfinho será praticamente o mesmo do ano passado. Isto possibilitará um planejamento para intensificar operações e guarnecer bem a integralidade do município - inclusive os bairros periféricos e balneários do entorno - no período onde estatisticamente se aumenta a incidência de furtos. "A maioria dos policiais que veio no primeiro embarque trabalha originalmente na região das Missões,  sendo que num segundo momento vieram brigadianos da regiões metropolitana", destacou o comandante Hax. Ele indica que a BM de Torres, durante a temporada de veraneio, estará empregando também motos e bicicletas para o policiamento, além do incremento das patrulhas tático móveis com veículos.

Também serão intensificada na temporada de veraneio as barreiras policiais para averiguação de veículos  e a operação Balada Segura - em parceria com o DETRAN - para barrar o uso do álcool ao volante. "Além disso o BOE (Batalhão de Operações Especiais) de Porto Alegre estará atuando em toda a região,  e eventualmente aqui em Torres. Teremos ainda uma base móvel comunitária instalada em locais estratégicos com grande fluxo de pessoas, guarnecendo e dando dicas de segurança", destacou o Comandante Hax. Ele finaliza mencionando que há uma resolução nova - do CONTRAN - que torna mais rígido o auto de infração de transito por som automotivo, autorizando que se multe o carro quando o som é audível pelo lado externo do veículo.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner