Assinar do jornal impresso? Clique aqui.
Torres, RS, 26 de Abril de 2017.

Prefeito de Arroio do Sal debate política na tribuna da Câmara de Vereadores
Sex, 07 de Abril de 2017 11:37

.

 

Vereadores fizerem perguntas quentes e receberam respostas serenas do novo prefeito da cidade 

Por Fausto Júnior

_____________

 

 Na segunda-feira, dia 3 de abril, o prefeito de Arroio do Sal, Affonso Flávio Angst, esteve na Câmara de Vereadores para conversar com os legisladores da cidade eleitos (como ele) para esta legislatura que inicia neste ano de 2017 e encerra no ano de 2020. O prefeito foi à casa legislativa para agradecer pela aprovação da Lei de Cargos, que foi debatida em sessão extraordinária na casa. Mas ele acabou explanando sobre os trabalhos do poder executivo em andamento, como por exemplo, o projeto 'A Prefeitura na Sua Praia', que vem acontecendo nos bairros (e praias) do município.

O Prefeito também aproveitou a oportunidade para explanar sobre ações que já foram realizadas durante esses três meses de governo e salientou a necessidade de arrecadar melhor sem aumentar impostos. “Temos que arrecadar para podermos investir, pois sabemos que haverá cortes em emendas, o que nos preocupa - porque pode haver cortes em emendas já direcionadas para Arroio do Sal”, anunciou o prefeito, prevendo a diminuição de recursos para todos os municípios.

 

Perguntas quentes, respostas serenas.

Vereadores perguntaram sobre os fundamentos de cortes, além das ações da prefeitura destes primeiros meses. Dentre eles, os cortes do transporte para estudantes universitários, problemas na Saúde Pública e até sobre a denúncia em que os veículos da prefeitura estariam sendo abastecidos em postos de gasolina propriedade do prefeito (o que em princípio é proibido por lei). Esta última pergunta feita pelo vereador Mateus (PSB), forte oposicionista e ex-secretário do governo anterior (atual oposição).

Neste último caso o prefeito afirmou que “não estava autorizada esta atitude de abastecimento nos postos de sua propriedade", mas até ironizou e sugeriu que esta lei fosse modificada no caso de Arroio do Sal. “Eu poderia ter mudado o nome dos proprietários dos postos para poder abastecer os carros da prefeitura lealmente, como, inclusive, já foi feito em tempos atrás em outros casos, aqui em Arroio do Sal”, ironizou o prefeito, que também sugeriu: “Acho que a câmara deveria se posicionar com uma menção questionando esta lei de não poder neste caso aqui em Arroio do Sal, porque nossos postos empregam em torno de cem pessoas no município, além de gerar retorno de ICMS para os cofres públicos municipais”, ironizou novamente Afonso Flávio. “Sei que a lei não permite, mas neste caso a cidade está perdendo de ganhar impostos - pois estamos abastecendo em Terra de Areia e em Osório - e de fomentar quem gera emprego aqui em Arroio do Sal”, encerrou a resposta o prefeito. É que todos os postos de gasolina do município de Arroio do Sal são de propriedade das empresas do prefeito Angst.

No caso do transporte escolar o prefeito respondeu explicando que quer utilizar a lei estadual - que já transporta gratuitamente em alguns casos - e que está desenhando outro processo de subsídio para que os alunos vão para a Ulbra em Torres, por exemplo, pagando somente R$ 6 por dia, quando o custo adicional (de R$ 34) será completado pela prefeitura e pela empresa de ônibus.  (o custo unitário do transporte é de R$ 40,00 por dia)

 

Mão dupla

Os vereadores fizerem mais várias perguntas, muitos delas típicas de embate de campanha política, que questionavam promessas de campanha do prefeito Afonso Angst, mesmo antes de a administração completar cem dias. Mas o prefeito de Arroio do Sal se comportou de forma serena, pediu que erros fossem apontados - pela oposição e pela situação - e se colocou à disposição na prefeitura para todos os vereadores.  

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner