Organizações definem em Torres estratégias para impulsionar modos de vida sustentáveis

Nos próximos cinco anos, 22 organizações socioambientais da América Latina que fazem parte da Rede Terra do Futuro, desenvolverão em seus territórios um programa para construir modos de vida sustentáveis.

No interior, a delegação foi a três propriedades agroecológicas
30 de Maio de 2017

 

Nos próximos cinco anos, 22 organizações socioambientais da América Latina que fazem parte da Rede Terra do Futuro, desenvolverão em seus territórios um programa debatido em Torres, entre 22 e 26 de maio, para construir modos de vida sustentáveis. O tema definido em assembleia deverá fortalecer principalmente a agroecologia, com referências no trabalho realizado pelas famílias agricultoras, seus grupos e associações,  bem como na organização de consumidores.

Segundo o presidente do  Instituto de Ecologia Política (Chile),  Manuel Baquedano, os modos de vida autossustentáveis, a exemplo dos sistemas agroecológicos, terão mais resiliência frente às mudanças climáticas e à crise energética. “Para os agricultores que vimos hoje, não faz diferença nenhuma se há ou não petróleo. Eles têm seus alimentos, sua água, nada lhes falta”, pontuou o sociólogo, sobre a visita a propriedades de três famílias da região.

 

Delegação visitou a cooperativa de consumidores

 

Além das propriedades rurais, o grupo de 24 delegadas e delegados do Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Guatemala, Uruguai, Paraguai e Suécia também visitou a Cooperativa de Consumidores Ecotorres e foi recebida para um jantar preparado na comunidade de Morro Azul, em Três Cachoeiras. Sobre a alimentação orgânica dos cinco dias do evento, o representante da organização Kawsay Bolívia observou que “o principio do bem viver, da natureza está muito relacionado ao bem-estar das pessoas. A alimentação é um aspecto, complexo, o que comes, como come, o que consomes”.

A Rede Terra do Futuro é  integrada por aproximadamente 50 organizações da América Latina, Ásia e Suécia. Em 2018  completará 30 anos de fundação. A Assembleia da Rede Latino-americana da Terra do Futuro foi organizada pela própria rede, com  Centro Ecológico e Centro de Tecnologias Alternativas Populares (Cetap).


Publicado em: Meio Ambiente






Veja Também





Links Patrocinados