‘Projeto Justiça no Veraneio’ em Torres: um total de 85 anos de prisão já foram impostos em 2018

O projeto realizou 45 audiências criminais, deferiu medidas protetivas a 6 mulheres vítimas de violência doméstica e determinou a prisão preventiva de 8 pessoas por crimes ocorridos nesses primeiros dias do ano em Torres

24 de Janeiro de 2018

O Projeto Justiça no Veraneio apresenta os resultados de seus primeiros 15 dias de execução na Comarca de Torres, RS, no mês de janeiro de 2018.  Neste período, o projeto realizou 45 audiências criminais, deferiu medidas protetivas a 6 mulheres vítimas de violência doméstica e determinou a prisão preventiva de 8 pessoas por crimes ocorridos nesses primeiros dias do ano.

As audiências criminais envolveram registros de ocorrências policiais realizados recentemente, bem como processos em que os acusados estão respondendo presos preventivamente por crimes de roubo, violência doméstica, tráfico de entorpecentes e homicídio. As medidas protetivas e as prisões preventivas foram determinadas em regime de plantão, sendo que as prisões foram direcionadas a pessoas envolvidas em crimes de porte de arma, furto, roubo (assalto) e tráfico de entorpecentes.

 

Julgamentos

 

Além dessas atividades, o projeto realizou o julgamento dos processos mais antigos aguardando a sentença nas Varas Criminais da Comarca, o que resultou na imposição de um total de 85 anos e 4 meses de reclusão (prisão) em razão de condenações por crimes de estupro, tráfico de entorpecentes e porte de arma de fogo.

De acordo com o Juiz de Direito designado para o Projeto Justiça no Veraneio na Comarca de Torres no mês de janeiro, Marcelo Malizia Cabral, os números alcançados são resultado do esforço conjunto da Administração do TJRS, bem como dos juízes, servidores e estagiários da Comarca, que não têm medido esforços para o êxito do mutirão. “Estamos muito satisfeitos com o resultados destes primeiros 15 dias de trabalho e os números demonstram o produto do esforço coletivo, servindo de estímulo para que aprimoremos ainda mais as atividades até o final do mutirão”, comemorou o Magistrado.

Projeto Justiça no Veraneio – Iniciativa da Corregedoria-Geral da Justiça, o Projeto consiste no reforço na estrutura de servidores e juízes nas Comarcas do litoral (Tramandaí, Capão da Canoa e Torres) durante os meses de veraneio, sendo que neste ano de 2018 os juízes designados para o Projeto estão dedicando-se prioritariamente aos processos criminais e à realização de plantões durante os finais de semana.


Publicado em: Geral






Veja Também





Links Patrocinados