Vereador quer mais debate sobre uso de compensações exigidas de empreendimentos imobiliários de Torres

21 de Abril de 2017

.

Marcos Klassen (PMDB)

.  

Por Fausto Júnior

_____________

 

Na última sessão da Câmara Municipal de Torres, realizada na segunda-feira, dia 17, o vereador Marcos Klassen (PMDB) sugeriu mudanças e mais transparência nas decisíµes sobre exigências de compensaçíµes sobre o impacto de vizinhança e sobre o impacto ambiental – quando da realização de empreendimentos imobiliários dentro do municí­pio. í‰ que o vereador não concorda com a falta de critérios, por exemplo, no processo do condomí­nio Guarita Ilhas Park.

Recebi a resposta formal da prefeitura após meu pedido de informação sobre o Ilhas Park. A resposta dava conta de que foram repassados, ao executivo, em torno de R$ 770 mil. Mas infelizmente, o bairro ainda sofre com alagamentos nas ruas, reclamou Marcos. Por que a prefeitura não investiu no sistema de drenagem do bairro?, indagou o vereador.

Marcos reclamou da falta de transparência da municipalidade quando das negociaçíµes sobre o uso dos recursos previstos em lei. Ele questionou o porquê da câmara (e os lí­deres do bairro) não ter sido consultada para a escolha das prioridades.

 

Investimentos em asfalto e calçamento foram feito pelos empreendedores

 

O Condomí­nio Ilhas Park investiu mais do que exigido por lei em estrutura de captação de esgotos, no asfaltamento de ruas e na construção de calçadas no entorno do empreendimento, o que impactou positivamente no bairro São Francisco e parte do bairro Guarita. Mas alguns moradores cobram que os recursos deveriam ser gastos mais diretamente na drenagem.


Publicado em:







Veja Também





Links Patrocinados