O SABOR DO CAMPO NO LITORAL: Feira Gaúcha da Agricultura Familiar acontecendo em Torres

Com 56 espaços para agroindústria familiar, feira vai até dia 04 de fevereiro. O evento acontece na Avenida Itapeva, junto à Praça XV de Novembro, no centro de Torres.

Prefeito e Primeira dama de Torres em um dos estandes da feira
2 de Fevereiro de 2018

Os turistas, veranistas e moradores de Torres e região já podem conferir o autêntico sabor da colônia na Feira Estadual da Agricultura Familiar – Sabor Gaúcho, que começou na quarta-feira (31) e vai até domingo (4). O evento acontece na Avenida Itapeva, junto à Praça XV de Novembro, no centro de Torres. A feira funciona das 11h à meia-noite

Para a sexta edição, a Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR do Estado do RS) viabilizou a montagem de 56 espaços para as agroindústrias familiares. A feira é realizada em parceria com a Emater RS,  com a Prefeitura de Torres, com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag RS), além de apoios privados.

“A feira é uma vitrine dos bons produtos da agricultura familiar e oferece aos consumidores o que de melhor é produzido no campo”, disse o secretário da SDR, Tarcisio Minetto, durante a abertura oficial do evento, em que representou o governador José Ivo Sartori. “Torres também é rural, e eventos como este agregam renda aos agricultores e receita à região”, destacou o prefeito Carlos Souza, na mesma solenidade.

Os visitantes vão encontrar cerca de 200 itens provenientes da agricultura familiar, itens como: queijos, salames, geleias, biscoitos, doces, sucos naturais, bolos, cucas, pães, vinhos, erva-mate, cuias, cachaça, mel, flores, plantas e artesanato. Dentre as participantes, há três agroindústrias torrenses que já contam com a certificação legal do Programa da Agroindústria Familiar, caso da Orquisel (Estrada do Mar), a Afarve (Rio Verde)e a Rosa e Schardosim (Areia Grande).A novidade é a programação cultural, organizada pela Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura de Torres.

 

De volta à vida no campo

FOTO: Jaqueline Tomé e o irmão retornaram à propriedade para empreender no campo

A feira é para a categoria de todo o Estado. Mas muitos torrenses já estão neste tipo de atividade com seus colegas de cidades vizinhas. Mas alguns empreendedores rurais  também se destacam por terem abandonado a cidade para empreender no campo. É o caso de Rafaela Jacobs, da Sabores do Rancho, e Jaqueline Tomé, da Agrobom Panificados. Com três vacas Jersey, Rafaela Jacobs, que atuava em Enfermagem, começou a agroindústria em Estância Velha. Hoje, são 48 vacas em lactação. Rafaela contou que as feiras ajudam a fidelizar consumidores. “Tem uma cliente de São Leopoldo que, desde a primeira edição da feira que eu participei, vai todos os sábados buscar produtos em nossa agroindústria”, disse Rafaela.

Jaqueline trabalhava como vendedora em uma loja de shopping. Assim que a mãe percebeu que a venda de massas de porta em porta poderia se tornar um negócio maior e, após o investimento em equipamentos e a legalização no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf), que oferece uma gama de serviços para os empreendedores, como qualificação técnica, assistência nas questões sanitárias, ambientais e tributárias, por exemplo, Jaqueline e o irmão retornaram para a propriedade.

Para participar das feiras apoiadas pela SDR, as agroindústrias devem participar do Peaf. Desta forma, o empreendimento está habilitado a solicitar autorização de uso do selo Sabor Gaúcho em seus produtos. O selo é sinônimo de produção oriunda da agricultura familiar.

 

*Com Governo do RS e Prefeitura de Torres


Publicado em: Economia






Veja Também





Links Patrocinados